Pantanal

  • Pantanal

O Pantanal é um ecossistema com 250 mil km² de extensão, medida estimada pelos estudiosos que explicam que dificilmente pode ser estabelecido um cálculo exato de suas dimensões, pois em vários pontos é muito difícil estabelecer onde começa e onde termina o Pantanal e as regiões que o circundam, além de que a cada fechamento de ciclo de estações de seca e de águas o Pantanal se modifica.

O Pantanal está situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, ambos Estados do Brasil, além de também englobar o norte do Paraguai e leste da Bolívia (que é chamado de chaco boliviano), considerado pela UNESCO Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera. Alguns preferem chamá-lo de Planície Pantaneira ou Complexo do Pantanal, pelo fato de a região ter mais de um Pantanal dentro de si. Apesar do nome, há um reduzido número de áreas pantanosas na região pantaneira.

O Pantanal, como ambiente biológico, é resultado da separação do oceano há milhões de anos, sendo também uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta. Ele está localizado no centro da América do Sul, na bacia hidrográfica do Alto Paraguai. Sua área é de 138.183 km², com 65% de seu território no estado de Mato Grosso do Sul e 35% no Mato Grosso. A região é uma planície pluvial influenciada por rios que drenam a bacia do Alto Paraguai, onde se desenvolve uma fauna e flora de rara beleza e abundância, influenciada por quatro grandes biomas: Amazônia, Cerrado, Chaco e Mata Atlântica.

O rio Paraguai e seus afluentes percorrem o Pantanal, formando extensas áreas inundadas que serve de abrigo para muitos peixes, como o pintado, o dourado, o pacu, e também para outros animais, como os jacarés, as capivaras e ariranhas, entre outras espécies. Muitos animais ameaçados de extinção em outras partes do Brasil ainda possuem populações vigorosas na região pantaneira, como o cervo-do-pantanal, a capivara, o tuiuiú e o jacaré.

Devido a baixa declividade desta planície no sentido norte-sul e leste-oeste, a água que cai nas cabeceiras do rio Paraguai, chega a gastar quatro meses ou mais para atravessar todo o Pantanal.

O clima é quente e úmido no verão, e frio e seco no inverno. A maior parte dos solos do Pantanal é arenosa e suportam pastagens nativas utilizadas pelos herbívoros nativos e pelo gado bovino, introduzido pelos colonizadores da região.

Esses colonizadores são descendentes de homens como o português Aleixo Garcia, que atraído pela existência de pedras e metais preciosos, entre eles o ouro, acabou sendo o primeiro a visitar o território em 1524. Depois dele, outros exploradores transitaram pelos rios que configuram o bioma pantaneiro. Por ali passaram nos anos de 1537 e 1538, o espanhol Juan Ayolas e seu acompanhante Domingos Martínez de Irala. Depois, por volta de 1542-1543, Álvaro Nunes Cabeza de Vaca também passou por ali para seguir para o Peru.

O incentivo dado pelos governos a partir da década de 1960 para desenvolver a região Centro-Oeste através da implantação de projetos agropecuários, trouxe muitas alterações aos ambientes do cerrado, incluindo o Pantanal, ameaçando a sua biodiversidade.

Contudo, nos últimos anos tem havido investimentos maciços no setor do ecoturismo, com diversas pousadas pantaneiras praticando uma modalidade de turismo sustentável. Dentre tais pousadas destaca-se a Pousada Rio Claro.

Paisagem

Momentos Inesquecíveis. Turismo Ecológico

Na Pousada Rio Claro, localizada em uma das partes mais bonitas do Pantanal, em perfeita harmonia com a natureza, você vai desfrutar de momentos inesquecíveis com sua família, tendo uma estrutura confortável para apreciar o melhor do turismo ecológico.

As paisagens existentes na Pousada Rio Claro são maravilhosas e indescritíveis pela sua beleza, sendo composta de campos largos, florestas, trilhas e o maravilhoso rio que dá nome à Pousada, o Rio Claro, de onde poderemos observar o nascer do sol, juntamente com a alvorada dos pássaros e um exuberante pôr do sol com o toque de recolher dos animais.

  • Pantanal - Onça pintada
  • Pantanal - Onça pintada
  • animais
  • animais
  • animais
  • Pantanal
Fechar